Óleo de coco para uma hidratação de salão: cabeleireiro ensina passo a passo

Escolha um óleo de coco de qualidade, que precisa ser 100% vegetal e natural, virgem e prensado a frio, para ter cabelos nutridos, protegidos da coloração e com o excesso de oleosidade controlada. O hair stylist Luciano Almeida utiliza o óleo de coco como técnica para conseguir resultados de hidratação em seu salão homônimo Art e Cabelo em São Paulo. Conheça o passo a passo para reproduzir em casa.

3 finalidades de hidratação com óleo de coco

Óleo de coco para nutrição

Para nutrir os fios, lave o cabelo apenas com shampoo neutro, seque com a tolha e aplique uma colher do óleo de coco no cabelo. Umedeça mais as madeixas, conforme vai enluvando o produto mecha a mecha e deixe agir por quatro horas. Depois do tempo de hidratação, lave os cabelos duas ou até três vezes para remover bem o óleo e, na última lavagem, deixe o shampoo agir por cerca de cinco minutos. Para finalizar, condicione seus fios conforme sua preferência normalmente.

Óleo de coco como proteção

Nos cabelos tingidos, o óleo de coco extra virgem também tem uma função importante. Ajuda a proteger o fio, pois a coloração é totalmente alcalina, o que causa a abertura das cutículas. Ao utilizar o óleo de coco após a coloração do cabelo, você faz com que essa hidratação penetre nos fios mais facilmente. O passo a passo de aplicação deve ser o mesmo usado na nutrição acima.

Óleo de coco como controle de oleosidade

Nos cabelos oleosos, o óleo de coco também pode ser aplicado por meio de massagem suave por todo o comprimento do cabelo desde que, em seguida, seja devidamente removido para não causar aumento da oleosidade. A técnica tem a capacidade de tratar distúrbios que provocam a oleosidade excessiva. “A reposição de lipídios e nutrientes no interior da fibra capilar reestabelece a fisiologia do couro cabeludo minimizando a produção excessiva de oleosidade”, explica o hair stylist.

Vimos em vix

Falando sobre isso

Leave a Reply