Os fofinhos cresceram: por onde andam as crianças que encantaram o público

Como não se encantar com as crianças que atuam nas novelas? Os fofinhos conquistam o público, mas eles crescem e vão seguir o seu caminho, às vezes fora da TV. Debby Lagranha, Guilherme Vieira, Tatyane Goulart e Eduardo Caldas conversaram com o site do VÍDEO SHOW e contaram como estão as suas vidas depois de um infância “especial à sua maneira”, como chamou Eduardo Caldas.

Debby Lagranha (Foto: Arquivo Pessoal)
Debby Lagranha (Foto: Arquivo Pessoal)

Debby Lagranha era a queridinha de Xuxa e Renato Aragão nos seus programas. Os cachinhos dourados da atriz faziam sucesso com o jeito despachado da menina nas gravações. “Me diverti muito! Nossa, aproveitei cada momento. Ainda mais porque tive a oportunidade de trabalhar durante anos com os maiores ídolos do Brasil. Cresci ao lado do Renato e da Xuxa. Sem contar que quando gravávamos A Turma do Didi (1998), viajávamos muito. Assim conheci lugares inacreditáveis, mágicos”, contou Debby, que agora já não é mais uma menina.

Caminhando para se tornar veterinária, a atriz é dona de um canil com o namorado, Leandro Franco, mas continua na carreira artística, em busca de novos trabalhos. “Mantenho amizade com alguns famosos ainda, principalmente a Xu e Renato. Aliás, tenho o maior orgulho de dizer, que além de amigos, tenho o privilégio de cuidar dos cachorrinhos da Livinha Aragão, Stephanie Brito e muitos outros”, disse.

Tatyane Goulart em 'Felicidade' (1991); depois contracenando com Humberto Martins, em 'Quatro por Quatro' (1994), e em 'Cinquentinha' (2009) (Foto: CEDOC/Divulgação/TV Globo)
Tatyane Goulart em ‘Felicidade’ (1991); depois contracenando com Humberto Martins, em ‘Quatro por Quatro’ (1994), e em ‘Cinquentinha’ (2009) (Foto: CEDOC/Divulgação/TV Globo)

Tatyane Goulart também começou a carreira ainda criança, ao lado de Eduardo Caldas em 1991, como o casal de irmãos Bia e Alvinho, de Felicidade. “Adorava o clima nas gravações. E, assim que as pessoas começaram a me reconhecer na rua, eu estranhei, mas logo me viciei no carinho que recebia”, disse. A atriz está trabalhando como dubladora em seriados e à espera de outras oportunidades na TV. “Estou disponível para trabalho bacanas e boas histórias”, disse.

Guilherme Vieira também quer novos trabalhos na TV. Apesar de estar fora da telinha desde Cama de Gato (2009), o ator foi visto recentemente na reprise de Chocolate com Pimenta (2003), onde interpretava o Tonico, filho de Ana Francisca (Mariana Ximenes). “No momento o único projeto artístico que estou envolvido é a Arquitetura”, contou. O ator faz faculdade e diz que, caso surgisse um outro trabalho, teria que trancar o curso temporariamente. “Gostaria de seguir com a carreira de ator.” (Confira uma cena de Chocolate com Pimenta no vídeo.)

Guilherme Vieira (Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução/TV Globo)
Guilherme Vieira (Foto: TV Globo/Arquivo Pessoal)

Dos tempos de criança na Central Globo de Produção, Guilherme lembra com carinho de quando participou da TV Globinho.  “A melhor recordação foi da época de TV Globinho. Eu tinha uns 7 anos e todo o elenco era composto por crianças desta faixa de idade. O cenário era cheio de jogos e brinquedos, e ao mesmo tempo que eu gravava, acabava me divertindo”, contou.

Já Tatyane leva uma mãe da ficção: “Tive a sorte de trabalhar com grandes atores que sempre souberam fazer seus trabalhos de forma brilhante e conduzir o dia-dia com leveza e descontração. Tenho alguns amigos que eu levo para a vida, como a Betty Lago, que fez minha mãe em quase todas as novelas, e a Larissa Queiroz que se tornou minha sócia no ramo da moda”. O último trabalho da atriz na TV Globo foi em Cinquentinha (2009), onde interpretava a neta de Betty.

Eduardo Caldas (Foto: Arquivo Pessoal/CEDOC/TV Globo)
Eduardo Caldas (Foto: Arquivo Pessoal/TV Globo)

Eduardo Caldas, parceiro de cena de Tatyane Goulart em Felicidade, não está mais na TV desde 1999, quando foi o Juca ainda criança, em Chiquinha Gonzaga. O começo da carreira do rapaz, formado em cinema, aconteceu de repente e a escolha passou pela própria atriz que interpretava sua mãe na novela. “A Viviane Pasmanter ficou sabendo que precisavam de uma criança para fazer o filho dela na novela. Ela perguntou para minha mãe se podia me indicar e assim me tornei o Alvinho”; disse ele, filho de Emília Barreto Correa Lima, Miss Brasil de 1955.

Agora coordenador audiovisual do Fluminense, ele tem dois planos para o futuro: “ser tetracampeão e zerar Super Mário 3”. Do jeito que o time tem se desempenhado no campeonato brasileiro, parece que vai ter mesmo muito o que comemorar. Mas além das disputas no campo e no vídeo game, Eduardo Caldas está gravando um disco de rap e se prepara para rodar o primeiro longa-metragem da carreira como roteirista, com direção de Calvito Leal, e um elenco cheio de estrelas, como Leandro Hassun, Katiuscia Canoro e Gregório Duvivier.

Vimos no http://gshow.globo.com

Falando sobre isso

Leave a Reply