Parents post heartbreaking image after learning cancer-stricken Bradley Lowery could only have months to live (bradleylowerysfight.org.uk)

Pais postam fotos de quebrar o coração, quando descobrem que o filho tem só alguns meses de vida

Uma imagem dolorosa mostra um pai abraçando seu filho diagnosticado com câncer, momentos depois de descobrir que o menino de cinco anos tem apenas meses para viver.

O pequeno Bradley Lowery foi diagnosticado com neuroblastoma há três anos, o segundo tumor mais comum na infância.

Os pais Gemma e Carl, que têm levantado £700,000 (cerca de R$ 3 milhões) para pagar o tratamento do filho na América, foram informados da devastadora notícia de que Bradley tem apenas dois meses de vida.

Gemma deu a notícia na página de angariação de fundos do garoto: “Assim como a maioria de vocês deve saber, Bradley fez alguns exames nos últimos dias. Para encurtar a história, eu estou devastada em saber que seu câncer continuou a crescer.”

Bradley, com seu pai Carl e goleiro Vito Mannone de Sunderland (Imagem: Getty Images)

Bradley, com seu pai Carl e goleiro Vito Mannone de Sunderland (Imagem: Getty Images)
Bradley com o capitão Jermain Defoe do Sunderland antes de uma partida da Premier League (Imagem: Getty Images)

Bradley com o capitão Jermain Defoe do Sunderland antes de uma partida da Premier League (Imagem: Getty Images)

Os pais foram deixados com apenas três opções para tentar aumentar o tempo com seu filho.

Gemma, do County Durham, disse: “A primeira opção é levá-lo para casa e parar todos os tratamentos isso só nos daria dois meses.

– O consultor de Bradley disse que se fosse ele, faria isso.

As outras duas opções são tentar mais tratamentos de quimioterapia, mas isso faria com que Bradley passasse seus últimos dias no hospital, ao invés de passar em casa.

Bradley abraça o mascote Samson, o gato (Imagem: Getty Images)

Bradley abraça o mascote Samson, o gato (Imagem: Getty Images)

Gemma disse: “Ele acredita, independentemente das três opções que temos, todas elas têm o mesmo resultado, que é Bradley perder essa luta.

“Eu realmente não sei que decisão eu vou tomar: levar meu bebê para casa e ter um par de meses com ele ou colocá-lo em um tratamento mais esgotante que o faria lutar por sua vida e teria o mesmo resultado.’

Uma imagem chocante de Carl abraçando seu filho foi postada no Twitter ontem.

Bradley é um grande fã do Sunderland – os adeptos do clube cantaram o seu nome num jogo recente no Stadium of Light e o Everton Football Club doou £200,000 (R$ 850 mil) para a sua causa.

 

Este é um site de noticias, curiosidades e tratamentos, ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply