Peguei DST e sou comprometida: significa que meu marido/namorado me traiu?

Se você está em um relacionamento estável há bastante tempo e foi diagnosticada recentemente com alguma Doença Sexualmente Transmissível, pode estar desconfiada de uma possível traição do parceiro. Segundo a ginecologista e obstetra Thalia Reis, que atua no Rio de Janeiro, o fato de você ter sido infectada agora, por si só, não denuncia uma infidelidade. Alguns fatores devem ser levados em consideração:

Não fazemos exames regulares

Se nenhum dos dois faz acompanhamento médico regular, é possível que já estivessem com o vírus, bactéria ou fungo há muito tempo sem saber. “Algumas doenças podem ter o período de latência [tempo para manifestação dos sinais] muito longo ou sintomas muito leves, que passam despercebidos”, afirma a médica. Sendo assim, é possível conviver anos com uma doença sem saber que a possui.

Neste caso, é possível que seu companheiro tenha contraído a doença antes do atual relacionamento, mas só tenha apresentado sinais agora. Similarmente, você pode estar infectada há muito tempo, mas não sabia.

Sem exames regulares, DSTs podem passar despercebidas por anos, com sintomas sutis ou inexistentes

Faço exames regularmente

Se seus exames de controle de DSTs estão em dia e só agora apontaram a presença de uma doença, isso também não significa que seu parceiro a tenha traído. Pode ser que ele seja portador do agente há bastante tempo, mas só transmitiu a você agora. É impossível determinar as chances exatas de contágio de uma DST no sexo desprotegido: pode acontecer na primeira relação, depois de muito tempo ou nunca.

Ele também está com os exames em dia

Neste caso, deve-se levar em consideração o tempo de relacionamento. Os agentes infecciosos têm um tempo de incubação, que é o período que levam desde a exposição (e infecção) até a manifestação no organismo.

A sífilis, por exemplo, pode demorar até 90 para provocar os primeiros sintomas e ser apontado no exame de sangue. Já o HIV pode levar até 120 dias.

Com quais doenças isso pode ocorrer?

Herpes é uma das doenças que pode demorar para se manifestar

“A sífilis, o herpes, o HIV e o HPV podem passar despercebidos no primeiro momento. Por isso, é essencial fazer exames preventivos com regularidade”, alerta a médica.

A recomendação da Dra. Thalia é que o casal sempre faça uma consulta médica e exames de DST antes de começarem a ter relações desprotegidas, além de manter o acompanhamento.

No caso de um dos dois ser diagnosticado com DST, é necessário que o parceiro também seja examinado e que fiquem em abstinência sexual até o fim do tratamento, de acordo com as orientações médicas.

E no caso de contaminação por HIV, mesmo que ambos estejam infectados, é necessário usar preservativo para evitar a troca de cepas virais diferentes, que podem expor os pacientes a um risco maior.

vimos em:bolsademulher

Falando sobre isso

Leave a Reply