Pobreza encurta a vida mais que obesidade e consumo de álcool

Pode ser difícil de acreditar mas a pobreza reduz a expectativa de vida quase como fumar e muito mais do que alcoolismo.

Isto foi o que determinou um estudo realizado com 700 mil pessoas.

Comentarte

Participaram 30 especialistas na investigação da Universidade de Columbia em Nova Iorque, o King’s College de Londres e a Escola de Saúde Pública de Harvard, que exigem que a Organização Mundial da Saúde incorpore a pobreza dentro do plano de resultados de saúde.

Segundo os dados da investigação, o sedentarismo reduz 2,4 anos de vida e o tabagismo 4,8 anos.

Por sua vez, a pobreza diminui a expectativa de vida em 2,1 anos enquanto o alcoolismo em apenas 0,5 ano.

A obesidade reduz 0,7 ano, a diabete 3,9 anos e a hipertensão em 1,6 ano.

Gananci

Manuel Franco, um pesquisador espanhol, realizou um estudo focando nos seguintes países: Reino Unido, França, Suíça, Espanha, Portugal, Itália, Estados Unidos e Austrália para demostrar como a expectativa de vida é afetada pelas diferenças socioeconômicas dentro de uma mesma cidade.

Ele descobriu que apesar dos avanços científicos, a expectativa de vida dos pobres não aumenta do mesmo modo que a dos ricos.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*