Porque você acumula gordura apenas em algumas partes do corpo?

Você se acaba nos abdominais para ter uma barriga chapada, dobra o treino de braço para conseguir um contorno definido e evita comer chocolate para afinar a cintura. O problema é que nada funciona.

Às vezes, a explicação para o acúmulo de peso não é tão simples quanto ingerir mais calorias do que se gasta. Em outras, o ganho de volume em determinada área do corpo nem se deve à gordura demais e a resposta pode estar no desequilíbrio em um dos sistemas do organismo. Não criemos pânico: WH montou um guia para identificar o seu problema e solucioná-lo.

1. Barriga (a famosa pochete)

cats animated GIF

Pode ser: stress ou problema na tireoide.

O porquê: níveis elevados de cortisol (o hormônio liberado em momentos de stress) podem causar resistência à insulina, que leva ao acúmulo de gordura na região abdominal. Outra possibilidade é o funcionamento anormal da tireoide, que pode ocaionar o hipotireoidismo, doença que se manifesta por meio de cansaço, pele ressecada e ganho de peso, segundo o clínico geral Paulo Camiz, do Hospital das Clínicas, em São Paulo. Para identificar, preste atenção em se você vem sentindo muita fadiga, sonolência, insônia ou tem intestino preso. E procure o médico para fazer uma bateria de exames que ajude a detectar a causa.

Solução: com exercícios aeróbicos (para detonar o excesso de gordura e equilibrar os hormônios cortisol e da tireoide) e treinos específicos para definir o abdômen.

2. Tornozelos (parece que a canela emenda no pé)

Bee Lucchesi

Pode ser: retenção de líquido.

O porquê: aperte a área por cinco segundos – se a marca do dedo permanecer na pele, você está retendo líquido. A causa pode ser uma alimentação muito salgada ou você não vem descansando o suficiente. As duas atitudes alteram o sistema de eliminação de fluidos do organismo, causando acúmulo e inchaço.

A solução: diminua o sal, beba bastante líquido e procure maneiras de relaxar e dormir melhor. Para isso, evite fazer refeições pesadas antes de ir para a cama, já que a digestão complexa pode atrapalhar o sono.

3. Cintura (os odiados pneuzinhos)

Bee Lucchesi

Pode ser: excesso de açúcar ou estrogênio.

O porquê: pneus geralmente são o resultado de uma dieta rica em açúcar – quanto mais dele você come, mais insulina seu corpo produz para compensar. E isso estimula a produção de estrogênio – o acúmulo de gordura acima da região do quadril é característico do excesso do hormônio.

A solução: é preciso limitar o consumo de açúcar. Se comer algo muito doce, combine com uma proteína para diminuir a absorção glicêmica. E controle as fontes externas de estrogênio, como soja (contém isoflavonas, uma espécie de hormônio natural) e laticínios (um estudo da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, comprovou que leite e derivados contêm estrogênio). “Apenas cortar essas fontes pode trazer outros tipos de problema, como deficiência de cálcio. O ideal é trocá-las por folhas verde-escuras, sardinha, semente de gergelim, linhaça, grão-de-bico ou chia”, recomenda Karla Vilaça, nutricionista da Nutrenza Assessoria Nutricional, em São Paulo.

4. Rosto (aquela cara de lua, bochechuda)

eating animated GIF

Pode ser: álcool ou stress demais.

O porquê: abusar da bebida desidrata o organismo, o que faz com que ele reaja, retendo líquidos no tecido subcutâneo e no rosto, segundo Paulo Camiz. Em casos extremos, o excesso atinge as fibras da pele, que, na face, têm a função de segurar as bolsas de gordura no lugar – sem isso, a gordura migra para bochechas e queixo. Outra causa pode ser os altos níveis de cortisol, que promovem o depósito de gordura no abdômen, no rosto ou atrás do pescoço.

A solução: se beber, prefira vinho tinto, que possui menos açúcar e mais antioxidantes. Para reduzir o stress, tente meditar ou praticar atividades relaxantes.

5. Atrás do braço (na região do tríceps, o músculo do tchau)

Vimos em http://mdemulher.abril.com.br/

Falando sobre isso

Leave a Reply