Preta Gil diz que tomar sibutramina foi uma automutilação: “Deixa a gente histérica”

Desenvolvidos para tratar obesidade e condições relacionadas, como o diabetes, os remédios para emagrecer são muitas vezes prescritos para pacientes que não têm problemas metabólicos, mas buscam uma solução rápida para perder peso.

A prática é comum, porém desaconselhada, já que os efeitos colaterais deste tipo de droga podem ser sérios e, no caso de pessoas saudáveis que só querem perder alguns quilos, se sobrepõem aos benefícios.

A cantora Preta Gil falou recentemente que se arrepende de ter feito uso de sibutramina e outros inibidores de apetite, além de ter realizado três lipoaspirações. Segundo ela, essas medidas foram uma automutilação em seu corpo.

Emagrecer melhora a autoestima?

Achei que emagrecer iria resolver a minha vida”, revelou Preta em entrevista ao programa “Além da Conta”, do GNT.

Segundo a cantora, ela perdeu um bom tempo de sua vida pensando desta forma e, após emagrecer muito, notou que seus problemas não foram resolvidos.

Para perder peso, ela fez uso de sibutramina e outras drogas similares – que, segundo descreve, “deixam a gente histérica” – e se submeteu a três cirurgias de lipoaspiração.

“Hoje, depois de muita terapia, acho que foi um ato de automutilação. A mulher não precisa chegar a esse nível”, disse, criticando a banalização da cirurgia plástica.

Sibutramina faz mal?

O medicamento, inicialmente desenvolvido para tratar depressão, pode, de fato, provocar sérios efeitos psiquiátricos nos pacientes. Em casos mais graves, e se tomada de forma errada, a sibutramina pode até matar.

Como o remédio age?

A sibutramina age no sistema nervoso central e atua estimulando a sensação de saciedade. Como consequência disso, a pessoa sente menos vontade de comer.

“O medicamento à base de sibutramina promove a sensação de plenitude gástrica, ou seja, com pouca ingestão de comida, a pessoa fica saciada. Ela não perde o apetite, apenas fica satisfeita mais rapidamente”, explica o endocrinologista Ricardo Botticini Peres, do Hospital Israelita Albert Einstein.

Quem deve tomar?

O médico especialista em medicina preventiva Fábio Cardoso explica que a droga só é indicada para pessoas com índice de massa corporal (IMC) acima de 30 e monitoradas por um profissional. Ele ainda alerta que ela nunca deve ser usada para qualquer redução de peso, como as pessoas costumam fazer.

Efeitos colaterais

Por atuar no sistema nervoso central, o medicamento pode causar transtornos psíquicos em quem tem predisposição ou ainda agravar doenças já existentes. Por isso, pessoas que têm problemas mentais não podem tomar.

Entre os efeitos adversos deste remédio fortíssimo estão problemas psiquiátricos, aversão à comida, anorexia, alucinações, insônia, irritabilidade, agressividade, dor de cabeça, boca seca e náuseas.

Apesar de todo mundo estar sujeito a estes sintomas, existem 7 grupos de pessoas que não podem tomar sibutramina porque são classificados como de risco.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply