Qual a relação das imagens dessa blogueira com a Síndrome do Ovário Policístico?

A blogueira australiana Tina Marie decidiu fazer um post bastante inusitado na página do Facebook Fight Against Fat (Luta contra a gordura, em tradução livre) para falar sobre a Síndrome do Ovário Policístico. Ela publicou uma montagem com quatro fotos em que aparece depilando o rosto com uma lâmina de barbear.

Na longa legenda da foto, Tina falou sobre alguns efeitos colaterais da Síndrome, principalmente ganho de peso e pelos no rosto, como isso pode afetar a autoestima das mulheres e a sobre a importância de ter o diagnóstico assim que os primeiros sintomas se manifestarem.

Post na íntegra:

Oi, meu nome é Tina e tenho Síndrome do Ovário Policístico. Bem como depressão, ansiedade, infertilidade, ganho de peso, variações hormonais, inchaço, dores abdominais, acne, cistos, mais riscos de ter câncer e tudo mais, muitas mulheres, incluindo eu, têm ainda que lidar com pelos faciais.

Você sabe quão NÃO FEMININA isso é capaz de fazer uma mulher se sentir? Eu sempre fui muito consciente com isso, mas eu, realmente, tinha que colocar para fora, pois quero alertar sobre a síndrome e o quanto ela pode impactar a vida de alguém, especialmente se as pessoas não souberem que têm a síndrome.

Quando você vir alguém acima do peso, com calvície ou alguma mulher com pelos no rosto, NÃO JULGUE.

Você nunca sabe pelo o que ela está passando e é injusto colocar alguém na categoria ‘preguiçosa e não saudável’ sem saber da história dela. Eu sei que é natural para alguns de nós julgar baseado nas aparências, mas lembre-se que todos estamos lutando nossas próprias batalhas e você não vai poder nunca entender se não estiver disposto a aprender e a ouvir.

Se você acha que tem a Síndrome do Ovário Policístico, por favor, não tenha medo de procurar ajuda médica. É uma batalha dura, mas quanto mais cedo você tiver o diagnóstico mais cedo você pode aprender a lidar com os sintomas.

Síndrome do Ovário Policístico

Trata-se de um distúrbio hormonal que tem como consequência o aparecimento de cistos no ovário, por isso o nome Síndrome do Ovário Policístico.

De acordo com a ginecologista Catarina Parente, ela afeta pelo menos uma a cada cinco mulheres. Entre as mulheres afetadas, dois terços sofrem com excesso de pelos. Por isso, este é um dos principais sintomas da S.O.P., que é decorrente de herança genética.

Sintomas

Além do aumento na quantidade de pelos, irregularidade menstrual, acne, pele oleosa, aumento de peso e dificuldade para engravidar também são sintomas. A intensidade com que estes sintomas se apresentam varia de acordo com a gravidade da síndrome.

Além disso, a Síndrome está associada com maior risco para o desenvolvimento de outras doenças, como câncer de endométrio, infarto do miocárdio e diabetes tipo 2.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito através de exames de sangue, para avaliar as taxas hormonais, e ultrassonografia pélvica, que mostra a quantidade de cistos presentes nos ovários.

Tratamento

Segundo a ginecologista, algumas mulheres conseguem regredir os sintomas apenas fazendo dieta e diminuindo o peso. Mas de forma geral, o tratamento é feito com ácido fólico e anticoncepcionais para estimular a ovulação regrada.

“O ideal é começar o tratamento na adolescência, para corrigir o nível de glicose, adotar uma dieta equilibrada e acertar o ciclo menstrual. Mas, se a SOP for diagnosticada apenas na idade adulta, o tratamento tem como foco corrigir o funcionamento do ovário”, explica.

Vimos em vix

Falando sobre isso

Leave a Reply