Quem é mais narcisista: o homem ou a mulher?

Estudo grandioso, mais de três décadas de dados retirados de 470.846 participantes revelou qual sexo possui maior tendência a ter comportamento narcisista.

Com mais de três décadas de dados retirados de 470.846 participantes e 355 artigos de periódicos acadêmicos, dissertações, manuscritos e manuais técnicos, cientistas descobriram que homens de todas as idades são significativamente mais propensos que as mulheres a apresentar tendências narcisistas.

O que isto significa? Bem, não é de todo ruim, especialmente se você é uma pessoa ambiciosa, mas o narcisismo não é particularmente bom, porque ele pode fazer coisas muito desagradáveis para aqueles que o rodeiam.

“O narcisismo está associado a várias disfunções interpessoais, incluindo uma incapacidade de manter relacionamentos saudáveis ​​a longo prazo, comportamento antiético e agressão”, a pesquisadora-chefe Emily Grijalva, da Universidade de Buffalo, nos EUA, disse em um comunicado de imprensa. “Ao mesmo tempo, o narcisismo aumenta a auto-estima, estabilidade emocional e a tendência em emergir como um líder. Ao examinar as diferenças de gênero em narcisismo, poderemos ser capazes de explicar as disparidades de gênero nestes resultados importantes.”

Na sua análise, a equipe de Grijalva olhou para três diferentes aspectos do narcisismo – liderança/autoridade, grandiosidade/exibicionismo e exploração – e estudou as instâncias desses comportamentos exibidos pelos homens e mulheres. Eles olharam para coortes de estudantes universitários ao longo do tempo, de 1990 a 2013, e através de diferentes faixas etárias.

Os tamanhos do efeito da diferença de gênero para as três facetas do narcisismo foram calculados subtraindo a média para os homens da média para as mulheres, e dividindo-se pelo desvio padrão combinado representado pelo ‘d’ como quantificador. Com base nestes cálculos, eles descobriram que, de longe, a maior diferença entre homens e mulheres foi um sentimento de exploração (d = 29). “Esse resultado sugere que, em comparação com as mulheres, os homens são mais propensos a explorar os outros e acreditar que eles próprios são especiais e, portanto, com direitos a privilégios”, escreveu a equipe na Psychological Bulletin.

No geral, eles descobriram uma diferença de gênero consistente no narcisismo, com homens marcando um quarto de um desvio padrão mais elevado no narcisismo do que as mulheres (d = 26). Eles sugerem que as diferenças entre os comportamentos apresentados pelos participantes do sexo masculino e do sexo feminino podem vir do jeito que as pessoas tendem a interpretar os estereótipos de gênero. “As pessoas tendem a observar e aprender os papéis de gênero a partir de uma idade jovem, e podem enfrentar reações adversas ao desviar das expectativas da sociedade”, disse Grijalva no comunicado de imprensa. “Em particular, as mulheres muitas vezes recebem duras críticas por serem agressivas ou autoritárias, o que cria uma pressão para as mulheres maior do que para os homens, o que acaba reprimindo o comportamento narcisista.”

 

Este é um site de noticias, curiosidades e tratamentos, ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply