Sete coelhinhas recriam suas capas da Playboy 30 anos depois

A Playboy costumava destacar na capa mulheres muito jovens com curvas voluptuosas. No entanto, a célebre revista, no mês de março de 2016, mudou sua linha editorial e deixou de estampar as belas mulheres peladas sem calcinha e se propôs a publicar fotos de modelos em poses provocantes, sensuais e sem nudes. A guinada acabou resultando em um grande fiasco comercial e, no começo deste ano, celebrou o regresso da nudez às páginas da revista (em sua versão americana, a brasileira morreu em 2015).

Recentemente a revista quis demonstrar que as mulheres podem ser atraentes em qualquer idade e quase 30 anos após aparecer na capa, sete mulheres fotografaram novamente ante a lente dos fotógrafos Ben Miller e Ryan Lowry. Como o fundador da revista Hugh Hefner disse uma vez: “Uma vez Playmate, sempre Playmate“.

Kimberley Conrad Hefner, Coelhinha de janeiro e do ano de 1989

Candace Collins, Coelhinha de dezembro 1979

Sete coelhinhas recriam suas capas da Playboy 30 anos depois 02

Reneé Tenison, Coelhinha de novembro e do ano de 1990

Sete coelhinhas recriam suas capas da Playboy 30 anos depois 03

Lisa Matthews, Coelhinha de abril e do ano de 1991

Sete coelhinhas recriam suas capas da Playboy 30 anos depois 04

Cathy St. George, Coelhinha de agosto de 1982

Sete coelhinhas recriam suas capas da Playboy 30 anos depois 05

Monique St. Pierre, Coelhinha de novembro e do ano de 1978

Sete coelhinhas recriam suas capas da Playboy 30 anos depois 06

Charlotte Kemp Muhl, Coelhinha de dezembro de 1982

Sete coelhinhas recriam suas capas da Playboy 30 anos depois 07
Vimos em mdig.com.br

Falando sobre isso

Leave a Reply