Tinta de tatuagem pode causar câncer e uma cor é mais perigosa, revela estudo

Uma pesquisa feita pela Agência Europeia de Produtos Químicos (ECHA) colocou as tintas de tatuagem na mira da proibição e como causas de uma das doenças mais temidas pela população: o câncer. De acordo com o jornal The Sun, a organização reportou que algumas tintas usadas na pele são tóxicas e podem causar problemas de saúde por anos.

Outros efeitos secundários incluem reações alérgicas graves à tinta e coceira por conta dos produtos químicos contidos nela. A entidade informou que divulgará o relatório completo em breve.

Tinta de tatuagem pode causar câncer

Ao divulgar a pesquisa, a entidade alertou para um fato curioso: a tinta vermelha é descrita como a mais perigosa. Porém, não há ainda detalhes sobre os compostos que justificariam essa afirmação.

Segundo a ECHA, além desta, as tintas de cor azul, verde e preta também poderão ser banidas na União Europeia e do Reino Unido, por conta de suas propriedades químicas tóxicas.

“Muitos relatórios apresentam preocupações com a saúde pública decorrentes da composição de tintas utilizadas na tatuagem. As preocupações mais graves são sobre as alergias causadas por substâncias nas tintas e possíveis efeitos tóxicos cancerígenos, mutagênicos ou reprodutivos”, afirmou a entidade, segundo o site.

O jornal destacou ainda que a tatuagem não é regulamentada no Reino Unido, como acontece com remédios e comida, por exemplo.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, é responsável pelo registro e liberação de comercialização das tintas. Apenas três marcas de tinta de tatuagem têm autorização: Starbrite Colors, Electric Ink e Master’s Ink.

A Agência alerta que, antes de fazer uma tatuagem, é importante que se confira o número de registro na Anvisa na embalagem da tinta. A consultoria se a tinta é legal ou clandestina também pode ser feita pelo 0800-6429782 (ligação gratuita).

Vimos em bolsademulher

Falando sobre isso

Leave a Reply