Todos os dias, dezenas de pessoas fazem fila para tocar nesse menino. Você nunca vai adivinhar o porquê!

Pranshu nasceu em Jalandhar, no estado de Punjab, na Índia. Ele vem de uma família modesta e tem quatro irmãos. Seu pai, Kamlesh, ganha cerca de 15 reais por dia.

Mas Pranshu não é um menino como os outros. Na verdade, ele é bastante famoso. Isso porque, pelo menos de acordo com as pessoas de sua cidade natal, ele é um deus! Pranshu nasceu com uma doença que fez sua testa inchar, deixando-o com olhos profundos e estreitos. E é essa aparência que tem levado os moradores locais a acreditarem que ele é muito mais do que um menino comum.

A infeliz realidade é que a maioria das crianças nascidas com deformidades faciais é rejeitada, às vezes até da própria família. Mas o rosto único de Pranshu causou uma reação exatamente oposta.

Desde muito pequeno as pessoas começaram a notar que Pranshu tinha uma semelhança incrível com Ganesha, um Deus Hindu que tem cabeça de elefante.

Quando o menino tinha apenas um ano, seus pais o levaram ao médico para descobrirem o motivo de seu rosto estar se formando de maneira tão singular. Mas depois de uma série de exames, eles ainda não tinham conseguido determinar a causa. Os médicos supuseram que Pranshu havia sido exposto a algum tipo de poluição que causou o defeito de nascença, que também afetou outras partes de seu corpo, impedindo-o de andar adequadamente.

Pranshu, no entanto, não parece incomodado com isso e certamente tira o melhor proveito da situação.

Hoje, aos seis anos, Pranshu está muito orgulhoso de sua aparência e não queria que fosse diferente. “Isso me deixa feliz e eu não quero mudar nada. Eu amo a minha cabeça grande.”

O contentamento de Pranshu com sua aparência provavelmente tem algo a ver com o fato de que as outras pessoas em sua comunidade o aceitam e sentem adoração por ele. Muitos realmente acreditam que ele seja a reencarnação de Ganesha e ficam honrados de se ajoelharem diante dele e ter suas cabeças tocadas por sua pequena “divindade”. Pranshu toma seu lugar nas ruas e abençoa todos aqueles que vão visitá-lo.

O pai de Pranshu também está convencido de que o filho é um deus: “Eu também o venero. Seu corpo inteiro parece com o de Ganesha. Ele abençoa todo mundo e todos os desejos das pessoas se realizam. Na escola, as pessoas o recebem com flores todos os dias.”

Toda manhã, o pai de Pranshu o leva para a escola em sua bicicleta. Quando ele entra na sala de aula, curvado e mancando, ninguém ri. “Eu pareço com Ganesha e as pessoas nem sabem o meu nome verdadeiro. Na escola, os professores me veneram também. Meus amigos não fazem nenhuma piada a meu respeito porque acreditam que eu seja o Senhor Ganesha”, diz Pranshu.

É incrível ver como o contexto cultural tem uma grande influência na percepção de uma pessoa. Apesar da sua doença, Pranshu é visto como a reencarnação de um deus. Ele é admirado e bem integrado na comunidade. Acima de tudo, ele se ama e se sente bem com a sua aparência. Só podemos esperar que as coisas continuem indo bem para esse pequeno “deus”, e que esse exemplo de celebração das diferenças inspire outras pessoas a fazerem o mesmo.

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.

Falando sobre isso

Leave a Reply