TPM pode ter mais de 200 sintomas: veja quais são os 13 mais recorrentes

A Tensão Pré Menstrual (TPM) nada mais é do que o conjunto de sintomas físicos e emocionais que começam no meio do ciclo menstrual da mulher e desaparecem instantaneamente quando chega a menstruação. Ela só acontece depois da primeira menstruação, e última fase da puberdade, mas para algumas mulheres pode levar até três anos após o primeiro sangramento, ou menarca. Para quem não teve a mesma sorte e desde cedo enfrenta alguns desconfortos, entenda os mais comuns deles.

A tensão pré-menstrual (TPM) tem mais de 200 sintomas reconhecidos que variam de mulher para mulher e, por esse motivo, podem atrapalhar a rotina e realização de atividades simples. Conheça os mais recorrentes:

Indícios de TPM

1. Retenção de líquidos

A progesterona tem um efeito chamado “mineralocorticóide”, que age nos receptores dos rins responsáveis pela reabsorção da água, estimulando-a. Ou seja, ela dificulta a eliminação de água pelo rim, favorecendo a retenção de líquido durante o período pré-menstrual.

2. Inchaço abdominal

Além da retenção natural de líquidos, há também a produção do hormônio ACTH, que também é anti-diurético e produzido pelo rim, que aumentam o inchaço do corpo. A distensão abdominal também se dá pelo aumento do tamanho e volume do útero que se prepara para gerar um bebê.

3. Inchação das pernas e pés

O problema da retenção de líquido e dificuldade diurética ainda é acentuado pelas horas de trabalho sentada na mesma posição. Atividade física é a melhor recomendação para o inchaço e dor nas pernas porque melhora a circulação.

4. Aumento e dor das mamas

A intensidade e duração da dor não dependem só da quantidade de hormônios produzidos nos ovários, estresse e ansiedade também estão associados à mastalgia. Mulheres com TPM podem ter dor mamária. Porém, mais de 80% das mulheres com mastalgia não têm TPM.

5. Cólica

A dor é provocada pela prostaglandina, uma substância existente em várias partes do corpo, inclusive dentro do útero. É ela que faz útero contrair para eliminar o sangue. Essa compressão comprime os nervos e os vasos que passam pelo músculo uterino, e dói.

6. Dor de cabeça

O mais comum é a dor de cabeça ocorrer 24 horas antes da menstruação, mas também pode surgir durante a menstruação ou durar todo o período menstrual.

7. Constipação

A prisão de ventre acontece especialmente porque a prostaglandina também age no intestino que fica mais irritável.

8. Depressão

Esse sentimento está associado à insônia ou hipersonia (sono excessivo), choro fácil, sentimentos de falta de esperança ou pensamentos autodepreciativo, desânimos.

9. Irritabilidade

A causa da irritabilidade e dor de cabeça é a queda na produção do estrogênio cujo nível permanece baixo durante todo período menstrual, algumas mulheres apresentam esse sintoma mais forte 24 horas antes do início da menstruação e outras, durante todo o período menstrual.

10. Ansiedade

Além da irritabilidade, é posssível sentir instabilidade afetiva e tensão nervosa (raiva imotivada, sensação de estar ‘no limite’, com os ‘nervos à flor da pele’), palpitações e sentimentos subjetivos de descontrole emocional.

11. Distúrbios do sono

Quadros de insônia ou hipersonia (sono excessivo) são desengatilhados pelas flutuações hormonais e outras substâncias: estrogênio, progesterona, serotonina e cortisol.

12. Dificuldade de concentração

Junto com o quadro depressivo e os distúrbios do sono, vem o esquecimento, letargia, acentuada falta de energia e confusão mental. Isso só passa quando tudo se estabiliza porque os níveis de estrogênio voltam a subir.

13. Alterações do apetite

Normalmente, marcadas pelo aumento da fome, como hiperfagia e a polifagia, que referem-se à ingestão de alimentos a tal ponto que a pessoa fica obcecada em comer (gula), ou à ingestão excessiva de alimentos antes mesmo de ter apetite.

Vimos em Bolsa de Mulher

Falando sobre isso

Leave a Reply