Tratamento caseiro para estrias: veja o que funciona

Entenda se óleo de amêndoas, limão e outras receitas podem ajudar a reduzir as marcas.

Estrias são marcas realmente incômodas e é comum que as pessoas recorram a tratamentos caseiros buscando eliminá-las. No entanto, a aplicação tópica de nutrientes na pele nem sempre funciona.

“A única vitamina contida em alimentos que tem alguma ação em melhoria de estrias é a vitamina C, porém não adianta usar suco de laranja ou de outras frutas cítricas”, esclarece o dermatologista Cristiano Kakihara. Isso porque ela não consegue penetrar sozinha na pele.

Alguns tratamentos caseiros, podem, no entanto, trazer pequenos resultados. Veja a seguir o que os especialistas dizem sobre cada um deles:

Aloe vera para estrias

A Aloe vera é o tratamento caseiro para estrias mais próximo de ser eficaz, já que alguns artigos científicos já demonstraram sua eficácia. “Os estudos são conflitantes, mas aparentemente ajuda um pouco graças aos seus efeitos anti-inflamatório e cicatrizante”, ressalta a dermatologista Valéria Goulart. Portanto, vale a pena experimentar.

Óleo de amendoas para estrias

O óleo de amêndoas talvez seja a substância mais usada para eliminar estrias, mas usá-lo sozinho para esfoliar a pele não traz efeitos, conforme explica Kakihara.

“As substâncias contidas neste produto não têm comprovação científica para ação nas estrias”, descreve o especialista. De acordo com ele, o óleo de amêndoas só oferece hidratação a pele, o que melhora seu aspecto.

Inclusive, é preciso tomar cuidado com receitas caseiras que misturam o óleo de amêndoas com hipoglós, açúcar e até suco de limão. Pois as moléculas de açúcar podem machucar a pele, e o limão, quando exposto à luz solar, pode trazer manchas.

Esfoliação com batata para estrias

Esfregar fatias grossas de batata na pele também não serve como tratamento caseiro para estrias. “O atrito de quaisquer alimentos contra a pele, incluindo a batata, infelizmente, não consegue estimular a derme a produzir fibras colágenas e elásticas”, friza Kakihara.

No entanto, o especialista indica métodos de esfoliação feitos no consultório de dermatologistas, como o peeling de cristal.

Suco de limão para estrias

A vitamina C é uma antiga aliada de quem sofre com estrias. No entanto, aquela que está presente no suco de limão não consegue agir diretamente na pele. Portanto, suco de limão não é um tratamento caseiro para estrias confiável!

O efeito só ocorre se a substância for estabilizada em laboratório. “Esta versão está contida em cremes, chama ácido ascórbico”, completa Kakihara.

Além disso, é importante lembrar que o limão precisa ser usado com cautela na pele. “Você corre o risco de manchar a pele se a região for exposta a luz solar”, lembra Valéria.

Manteiga de cacau para estrias

A manteiga de cacau é um hidratante, e por isso dá uma impressão de que as estrias melhoraram. Mas ela não tem um efeito direto no tratamento das estrias – apenas deixa a pele com uma aparência melhor.

Mas não é preciso parar de usá-la! A manteiga de cacau pode complementar tratamentos mais potentes: “o ideal é associar um ácido retinóico à manteiga de cacau para as estrias mais recentes e laser para as esbranquiçadas”, ressalta a dermatologista Valéria Campos.

Manteiga de karité para estrias

O mesmo princípio vale para a manteiga de karité como tratamento caseiro para estrias. ?É muito interessante usá-la como coadjuvante da cicatrização após o laser fracionado?, indica a especialista Valéria.

Azeite e vinagre para estrias

A azeite também é um hidratante natural, até devido sua alta quantidade de gordura. Por isso que passá-lo na pele dá uma sensação de que as estrias foram amenizadas. No entanto, esse alívio é temporário: “elas não somem ou desaparecem, só ficam disfarçadas”, destaca Valéria.

Já o vinagre não tem efeito algum comprovado para estrias, apesar de o vinagre de maçã ser interessante para quem tem acne e oleosidade excessiva da pele.

Claras de ovo batidas para estrias

Neste tratamento caseiro para estrias, teoricamente a albumina poderia restaurar o colágeno da pele. Contudo, na prática isso não se confirma: “a albumina é uma molécula muito grande e não penetra na pele”, considera Valéria.

A especialista indica um outro uso para esta técnica: ela pode servir como calmante da pele após o uso do ácido retinoico contra estrias.

Beber água para estrias

A hidratação constante do corpo é importante para a saúde, mas não funciona como um tratamento caseiro para as estrias. “A hidratação apenas ajuda a evitar o surgimento de estrias, já que uma pele hidratada é mais saudável e resistente”, considera Kakihara.

O que realmente funciona contra estrias

As estrias são formadas em decorrência do rompimento das fibras elásticas e colágenas na pele. Esse é um processo complexo e são necessários tratamentos mais direcionados para melhorar o aspecto da pele nestes casos.

Isso não significa que não dê para tratar as estrias em casa, só é preciso conversar com um dermatologista antes. “Ele poderá indicar o uso de medicações tópicas, que devem ser usadas em casa como a tretinoína, ácido glicólico e vitamina C”, considera o dermatologista Cristiano Kakihara.

Além disso, algumas técnicas podem ser usadas em consultório, como indução percutânea de colágeno, radiofrequência com microagulhamento, laser CO2 fracionado e microinfusão de medicamentos na pele.

Vimos em minhavida.com.br

Falando sobre isso

Leave a Reply